^ Voltar ao topo
(75) 3623-0940

O Outubro Rosa e a importância da prevenção do câncer de mama

O Outubro Rosa e a importância da prevenção do câncer de mama

O mês de de outubro é conhecido mundialmente pelas ações relacionadas ao e diagnóstico precoce e prevenção do câncer de mama. O Outubro Rosa é celebrado desde os anos 90, com objetivo de compartilhar informações sobre a doença e, recentemente, o câncer do colo do útero, promovendo conscientização e proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico. Nessa época, empresas e indivíduos aderem ao laço rosa, símbolo do movimento, assim como fachadas iluminadas com a cor em diversas instituições públicas e privadas.

História e importância do movimento

Ele começou nos estados unidos, no final da década de 1990. Na época, já existiam ações de prevenção e conscientização em outubro e a proposta tomou tamanha dimensão que o Congresso decretou o mês como o período oficial de combate à doença. O laço rosa foi criado pela Fundação Susan G. Komen, que o distribuiu na Corrida da Cura em Nova Iorque.

Dados sobre o câncer de mama no Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde e com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), até o final de 2019, as estimativas são de 59.700 casos de câncer de mama, ou seja, 29,5% dos cânceres em mulheres. O anos de 2016 foi o que mais ocorreu mortes pela enfermidade: 16.069.

A falta de conhecimento acerca da doença e as dificuldades de acesso a métodos diagnósticos e tratamento adequado fazem com que as pacientes descubram a doença em estágios avançados, piorando o prognóstico. Segundo o INCA, os tratamentos local e sistêmico vêm sendo aprimorados de maneira rápida, devido a um melhor conhecimento da história da doença e das características moleculares dos tumores.

Por isso, o planejamento de estratégias do controle do câncer de mama por meio da detecção precoce é imprescindível: quanto mais cedo é detectado, mais efetivo o tratamento. Ele é frequente em mulheres acima dos 35 anos, com maiores chances de incidência após os 50. A análise profissional é fundamental, mesmo quando não sejam encontrados nódulos no autoexame.

Sintomas

Segundo o Ministério da Saúde, estes são os sintomas do câncer de mama:

  • nódulo, geralmente indolor, duro e irregular (mais comum);
  • tumores de consistência branda, globosos e bem definidos;
  • edema cutâneo (na pele) semelhante à casca de laranja;
  • retração cutânea;
  • dor;
  • inversão do mamilo;
  • hiperemia;
  • descamação ou ulceração do mamilo;
  • secreção papilar (especialmente quando é unilateral e espontânea); geralmente é transparente, podendo ser rosada ou avermelhada devido à presença de glóbulos vermelhos;
  • linfonodos palpáveis na axila.

Fatores de risco e detecção precoce

Os principais fatores de risco são:

  • falta de atividade física;
  • tabagismo;
  • má alimentação;
  • sobrepeso;
  • maus hábitos sexuais;
  • fatores ocupacionais;
  • consumo de álcool em excesso;
  • exposição ao sol;
  • radiação;
  • medicamentos;
  • não ter amamentado;
  • ter filhos tardiamente.

Estima-se que boa alimentação, nutrição e atividade física possam reduzir em até 28% o risco de câncer de mama. Mas vale lembrar que ele não é uma enfermidade que se previne: o que pode ser feito é detectá-lo precocemente.

O autoexame é uma ótima forma de acompanhar a saúde do corpo, mas não substitui o acompanhamento médico regular. Um bom exemplo de exame de detecção precoce é a mamografia. Ela permite que o câncer seja encontrado em seus estágios iniciais, tornando o tratamento menos agressivo. É recomendado para mulheres acima dos 35 anos. Antes disso, é o exame de imagem é o mais adequado.

Tratamento

O tratamento é feito através de etapas, como cirurgias (mastectomias, conservadoras e reconstrução mamária), radioterapia, quimioterapia, hormonoterapia e tratamentos paliativos. Todos os processos são requisitados de acordo com o que estipular o médico oncologista responsável, que irá considerar em cada caso os procedimentos necessários.

É importante lembrar que todos os tipos de tratamento são disponibilizados pelo SUS em todas as épocas do ano, especialmente no Outubro Rosa, quando os serviços encontram-se abertos à noite até mesmo nos fins de semana.

Este conteúdo foi útil para você? Deixe seu comentário, curta e compartilhe; seu feedback é muito importante para nós. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter. Até a próxima!

Atendimento

Av. Sampaio, Nº 296, Centro
Feira de Santana - BA - 44125-280

(75) 3623-0940 / 3485-1210

paxbahia@paxbahia.com.br

Clique para ampliar