^ Voltar ao topo
(75) 3623-0940

Luto patológico: quando a perda vira doença

Luto patológico: quando a perda vira doença

O luto é um estágio normal de quando perdemos alguém ou algo importante em nossas vidas, mas pode ser preocupante quando se prende à pessoa, vira algo sem fim e a impede de viver como antes. Esse estado é chamado de luto patológico. Nele, a dor é como um espiral crescente no interior de uma pessoa, tornando cada ação corriqueira do dia-a-dia mais difícil, com constante sensação de desesperança e falta de consolo.

O processo do luto

No processo habitual do luto, vivencia-se sentimentos de ambivalência entre aceitação e ajuste a uma nova vida sem algo ou alguém que foi perdido. Nesses casos, muitos dos sintomas do luto são parecidos com os da depressão. Uma das características do diagnóstico do luto patológico é a preservação da autoestima do paciente, coisa que não acontece quando ele se encontra em um quadro depressivo.

O luto patológico pode ser dividido em três tipos. O primeiro é conhecido como luto crônico, que tem duração excessiva e nunca chega a um fim satisfatório. O segundo é o luto retardado ou ausente, que consiste uma reação normal à perda, mas com a impossibilidade de superá-la. Por fim, o luto severo é quando há uma intensificação dos tipos supracitados.

Causas do luto patológico

Os fatores que podem fomentar um luto patológico estão primordialmente ligados a questões que envolvem o relacionamento com quem se foi, como quem era essa pessoa, a natureza da ligação, a forma como ela morreu e história de vida, além da personalidade de quem sofre com o luto. Um dos principais motivos da patologia são o adiamento e a negação: quando o luto é adiado, as reações imediatas à morte não são vividas no momento, sendo acionadas tardiamente através de outros eventos, com uma carga emocional forte o suficiente para desencadear o processo.

Na negação, o enlutado não expressa o que sente, bloqueando tudo e agindo como se nada tivesse acontecido, negando o sofrimento e a dor. Muitos imaginam que, fazendo isso, conseguem deixar os sentimentos de lado, chegando até mesmo a acreditar que a pessoa está ali presente.

Como identificar o luto patológico?

Quando o luto perdura por mais de um ou dois anos, é sinal de que já é hora de procurar ajuda psiquiátrica. Conheça alguns dos sintomas do estado patológico do luto.

  • Alucinações com a pessoa que se foi;
  • períodos de emoções muito fortes;
  • desejo veemente de que a pessoa volte;
  • negação;
  • perda do interesse por atividades rotineiras;
  • desânimo;
  • solidão intensa;
  • afastamento de tudo que traz a lembrança da pessoa falecida;
  • insônia.

Existem algumas controvérsias acerca do diagnóstico do luto patológico. Por exemplo: se uma pessoa apresenta uma série de sintomas de depressão, mas sofreu uma perda recentemente, os sintomas podem ser decorrentes do luto, e não da doença em si. Muitas vezes, a pessoa em estado de luto patológico pode ser erroneamente diagnosticada com depressão, da mesma forma que também pode desencadeá-la, caso a patologia perdure por anos. É uma linha muito tênue, o que torna tudo um pouco mais difícil.

Por isso é tão necessário o acompanhamento médico para ajudar o paciente a lidar com o luto, até porque a gravidade do distúrbio pode demandar o uso de medicamentos. A cura vem com o tempo, por meio da aceitação da perda e da retomada à rotina, do controle das emoções e a da nova relação com a morte. O luto precisa ser totalmente resolvido, para que não haja recorrências futuras.

Se você não está conseguindo lidar com a morte de uma pessoa querida e acha que está levando tempo demais para superar, ou conhece alguém que se encontra nessa situação, não hesite em procurar ajuda. A morte é um processo natural do ciclo da vida de todos. Permita-se sofrer o que tiver que sofrer para então seguir em frente, levando consigo apenas o melhor daquela pessoa que já se foi.

Este conteúdo foi útil para você? Deixe seu comentário, curta e compartilhe; seu feedback é muito importante para nós. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter. Até a próxima!

Atendimento

Av. Sampaio, Nº 296, Centro
Feira de Santana - BA - 44125-280

(75) 3623-0940 / 3485-1210

paxbahia@paxbahia.com.br

Clique para ampliar