^ Voltar ao topo
(75) 3623-0940

Novembro Azul: os 5 tipos de câncer mais comuns entre os homens

Novembro Azul: os 5 tipos de câncer mais comuns entre os homens

Em novembro começam as campanhas de divulgação e conscientização sobre o câncer de próstata. É graças a essas campanhas que o preconceito em torno do exame de prevenção e rastreamento vem gradualmente diminuindo.

Por conta de uma cultura retrógrada, homens não são ensinados a cuidar de si mesmos e a falar sobre os medos, preocupações e necessidades que envolvem o diagnóstico do câncer. Esse tipo de comportamento faz com que muitos recebam o diagnóstico com o câncer já avançado, diminuindo consideravelmente as chances de cura.

Para trazer mais informação neste Novembro Azul, decidimos, além de falar sobre o câncer de próstata, falar sobre os outros 4 tipos de câncer que mais afetam o sexo masculino.

Então, assim como fizemos no Outubro Rosa, preparamos um artigo especial para te deixar bem informado e consciente dos riscos e sintomas dos tipos mais comuns de câncer. Continue lendo!

O que é o Novembro Azul?

O Novembro Azul é um movimento internacional para conscientização e divulgação de informações relacionadas à luta contra o câncer de próstata. O movimento se une a outras campanhas de conscientização, como o Outubro Rosa, Setembro Amarelo, Agosto Dourado, Junho Vermelho, etc.

Durante esse mês, são promovidas chamadas comerciais, eventos beneficentes, campanhas entre clínicas, divulgação de cartilhas, entre outras iniciativas.

Apesar de não ser um câncer agressivo, a necessidade da campanha se dá por conta do preconceito existente em torno do principal exame de rastreamento, o exame de toque retal. Ainda é muito difícil conscientizar a população masculina da necessidade de fazer esse exame periodicamente.

Existe uma cultura machista que ridiculariza homens que passam pelo exame, fazendo piadas de mau gosto e questionando a sexualidade deles. Essas brincadeiras sem sentido são feitas por desconhecidos, amigos e até mesmo familiares próximos (não raro, de forma irresponsável, também ganham espaço em setores da mídia).

Portanto, a campanha surge como uma medida educativa, e já demonstra resultados positivos desde 2008, quando o movimento chegou ao Brasil.

Os 5 tipos mais comuns de câncer

Além da nossa biologia, que determina exclusividade em alguns detalhes na anatomia de cada sexo, existem ainda fatores sociais e comportamentais que podem estar associados aos fatores de risco de desenvolvimento de alguns cânceres.

Tirando o câncer de pele, que é o mais incidente na população brasileira independente do sexo, a seguir, listamos, de acordo com dados do Inca, os 5 tipos de câncer com maior incidência na população masculina brasileira: 

Câncer de próstata

Tema central do Novembro Azul, o câncer de próstata, é o mais incidente entre os homens. Ainda segundo o Inca, a cada 38 minutos um homem morre vítima da doença.

Este não é um câncer agressivo, ele possui um desenvolvimento lento, facilitando o controle ainda em estágio inicial. Infelizmente, o motivo pelo qual muitos casos são diagnosticados já em estágio avançado se dá pelo preconceito com o exame de rastreamento, como já foi dito por aqui.

Outro motivo que pode causar o diagnóstico tardio é o fato de ser uma doença silenciosa. Nos primeiros estágios do tumor o único sintoma é a anormalidade na próstata, o que pode ser reconhecido com o exame de toque.

Com a doença mais avançada, os principais sintomas estão relacionados a problemas de micção, e podem ser confundidos com outras doenças, como uma infecção urinária. Isso porque a próstata está bem embaixo da bexiga e acima da uretra.

Fique atento para: dificuldade, dor, ardor ao urinar; vontade frequente de urinar e, mesmo logo em seguida de ter ido ao banheiro, continuar tendo a sensação de bexiga cheia; apresentar sangramento junto a urina; dor ao ejacular e sêmen escurecido.

Câncer de pulmão

Esse câncer está diretamente relacionado ao tabagismo (90% dos casos), e não afeta apenas o fumante direto mas também o fumante passivo.

Apesar de não ser o de maior incidência, é um tipo de câncer muito agressivo, sendo o que mais mata no mundo. Isso porque essa doença normalmente é diagnosticada já em fase de metástase (quando já está se espalhando para outros órgãos do organismo).

Os sintomas do câncer de pulmão são comumente confundidos com outras doenças respiratórias. São eles: pneumonia recorrente, tosse persistente, dor no peito, escarro com sangue, falta de ar, rouquidão, cansaço, perda de peso e de apetite.

O ideal é que, caso seja fumante, faça regularmente os exames de rastreamento.

Câncer colorretal

Também muito incidente em mulheres, afeta o intestino grosso e o reto. Quando diagnosticado em estágio inicial, apresenta 90% de chances de cura. No entanto, quando há metástase, esse índice cai para impressionantes 10%.

Estudos do Inca mostram que esse câncer está relacionado ao consumo exagerado de bebidas alcoólicas, embutidos e carnes vermelhas.

O intestino apresenta diversos sinais antes da doença se agravar, mas deve-se tomar cuidado para não confundir os sintomas com outras doenças e complicações mais comuns.

Caso apresente sangue nas fezes e mudanças persistentes nos hábitos intestinais, procure um médico. Fique atento também para outros sintomas inespecíficos, como perda de peso, fadiga e anemia crônica.

Câncer de estômago

Esse câncer se desenvolve, principalmente, entre homens com mais de 65 anos. Além da idade, existem diversos fatores associados ao risco de desenvolvimento da doença.

O tabagismo, condições hereditárias, infecções bacterianas que possam causar úlceras nas paredes do estômago e o consumo excessivo de álcool estão entre eles.

Infelizmente o câncer de estômago não apresenta sintomas específicos. Mas é importante ficar atento para sinais comuns e de mal-estar geral, como fadiga e perda de peso. Sensação de barriga cheia, vômitos, náuseas, comuns de outras complicações mais brandas, também podem indicar o câncer.

É comum a presença de uma massa palpável na área superior do abdômen, assim como a presença de íngua no pescoço. Em casos mais graves, pode haver sangramentos junto ao vômito e também às vezes.

Câncer na cavidade oral

Aqui nos referimos ao câncer de boca, que pode afetar lábios, gengiva, bochecha, céu da boca, língua e a região embaixo da língua.

Esse é um câncer com uma frequência muito maior em homens do que em mulheres, principalmente naqueles com mais de 40 anos e moradores da região sudeste do país.

Infelizmente esse é um câncer que costuma ser diagnosticado já em fase avançada. Os primeiros sintomas são: lesões que demoram para cicatrizar, manchas vermelhas ou esbranquiçadas, nódulos no pescoço e rouquidão persistente.

Em casos já avançados, o quadro pode evoluir para dificuldade em mastigar, engolir, falar e movimentar a língua. Pode existir também a sensação de que há algo preso na garganta.

O desenvolvimento desse câncer está relacionado ao tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, excesso de gordura corporal, exposição à toxinas e infecção pelo vírus HPV.

Prevenção

Infelizmente a medicina ainda não evoluiu o suficiente para afirmar com 100% de certeza quais são as causas do câncer, e portanto como evitá-lo.

O câncer, independente do local de origem, é caracterizado por uma multiplicação desordenada e acelerada das células. Muitos estudos apontam para questões genéticas hereditárias pré-existentes nas células do nosso organismo.

Neste caso, já foram desenvolvidos testes e exames capazes de identificar as chances de desenvolvimento de diferentes tipos de câncer. Esses exames são muito utilizados por médicos para definir qual o melhor tratamento de prevenção.

Mas em geral, os cientistas recomendam manter uma vida saudável, tanto fisicamente quanto mentalmente. Mantenha uma dieta balanceada, pratique exercícios físicos, regule o consumo de bebidas alcoólicas e mantenha-se longe de toxinas, como as da nicotina, por exemplo.

E é claro, mantenha regularidade nas consultas médicas e nos exames de rotina. No caso dos cânceres apresentados neste artigo, recomenda-se os seguintes exames: PSA e toque retal, colonoscopia, glicose em jejum e exames para aliviar o colesterol, e para os tabagistas com mais de 20 anos de fumo, tomografias de tórax com baixa radiação.

A Pax Bahia acredita que está na hora de acabar com os estigmas e preconceitos que ainda rodeiam o câncer, por isso falamos sobre o assunto e incentivamos você a também falar. O nosso blog está recheado de conteúdo como este, para te conscientizar e te ajudar a levar uma vida mais saudável. Continue navegando!

Para mais conteúdos como este, repleto de informações sobre saúde, bem-estar, qualidade de vida e muito mais, continue acompanhando nossos conteúdos e não esqueça de deixar seu feedback. Assine nossa newsletter para receber as novidades em primeira mão!

Atendimento

Av. Sampaio, Nº 296, Centro
Feira de Santana - BA - 44125-280

(75) 3623-0940 / 3485-1210

paxbahia@paxbahia.com.br

Clique para ampliar