^ Voltar ao topo
(75) 3623-0940

Fique atenta aos sinais de Infarto em mulheres

Fique atenta aos sinais de Infarto em mulheres

O infarto já é um velho conhecido da população brasileira. Infelizmente a ocorrência de problemas cardíacos no Brasil é alta e faz diversas vítimas anualmente. Mas, enquanto muito se fala sobre os sintomas mais reconhecíveis do ataque cardíaco, 50% da população pode ficar à mercê do desconhecido. Sim, os sinais de infarto em mulheres são diferentes dos que os homens apresentam.

O infarto em mulheres pode se tornar silencioso. Ele nem sempre apresenta os sintomas clássicos tão difundidos por aí, como a forte dor no peito, e pode ser confundido com outras doenças cotidianas.

Apesar de ser um problema mais recorrente em homens, os índices de ataques cardíacos em mulheres também é preocupante. O infarto mata mais que o câncer de mama, e a dificuldade de reconhecimento dos sintomas no sexo feminino pode ser um dos fatores agravantes.

Desta forma, é importante estar consciente dos sinais de infarto em mulheres, entendendo como eles se manifestam, qual é o grupo de risco e o que você deve fazer em caso de ataque cardíaco.

Continue com a gente e boa leitura!

Sintomas do ataque cardíaco em mulheres

É bom ter a clareza de que os sintomas típicos também podem ser observados nas mulheres. No entanto, enquanto nos homens eles são regra, nas mulheres nem sempre estarão presentes.

Os sintomas mais comuns do infarto na população em geral são:

  • Dor ou desconforto na região peitoral em forma de aperto;
  • Irradiação da dor para o braço esquerdo, costas e rosto;
  • Suor frio;
  • Palidez;
  • Falta de ar;
  • Sensação de desmaio.

Os sinais de infarto em mulheres, especificamente, costumam atingir outras regiões do corpo. Surgem sem qualquer esforço físico ou trauma emocional e podem aparecer em conjunto ou separados.

Justamente por não “apontarem” diretamente para o coração, são facilmente confundidos com outras situações comuns, como um problema de digestão ou uma gripe.

Fique atenta ao sinais:

  • Enjoos;
  • Desconforto abdominal;
  • Sensação semelhante a gastrite;
  • Mal-estar geral;
  • Cansaço excessivo sem ter feito esforço físico ou mental;
  • Falta de ar;
  • Arritmia.

Ao identificar esses sintomas, quando devo me preocupar?

Perceba que todos esses sintomas de fato podem ser apenas problemas comuns, como uma má digestão. Somente exames clínicos, ou pioras no quadro (o que não devemos deixar ocorrer), podem dizer se o que você está tendo é um infarto.

Então, quando eles devem chamar a sua atenção? Você deve ficar atenta para os sintomas mencionados caso se encaixe dentro do grupo de risco.

Grupo de risco

Mulheres que mantêm um estilo de vida sedentário, que já tenham casos de problemas cardiovasculares na família e aquelas que consomem excessivamente alimentos gordurosos, têm mais risco de ter um ataque cardíaco.

Outras características que servem de alerta são:

  • Diabetes;
  • Hipertensão;
  • Obesidade;
  • Tabagismo;
  • Colesterol alto;
  • Idade (mais de 55 anos).

O ataque cardíaco em mulheres pode ainda ser associado ao uso da pílula anticoncepcional (principalmente no caso de fumantes) e o estresse constante. Durante a menopausa a atenção deve ser redobrada. Com a parada de produção dos hormônios femininos, a mulher perde a sua proteção vascular natural.

O que fazer em caso de ataque cardíaco

Ao perceber os sinais de infarto você deve manter a calma e tentar entender quais as probabilidades de ser, de fato, um ataque cardíaco.

Mas é preciso ter atenção, mesmo com os sinais mais leves o ataque cardíaco em mulheres é grave e pode vitimar em questões de minutos. É preciso agir rápido, então, saiba o que fazer em caso de ataque cardíaco:

  • Você, ou a pessoa ao seu lado, deve ligar imediatamente para o SAMU, discando o número 192. Até que a ajuda médica chegue, você (ou a pessoa que está sofrendo o infarto) deve manter a calma, afrouxar as roupas e ficar sentada de forma recostada.
  • Caso o infarto leve ao desmaio, imediatamente deve ser iniciada a massagem cardíaca.
  • Para fazer a massagem corretamente a pessoa deve permanecer de barriga para cima em uma superfície dura. O massagista deve posicionar as mãos sobre o peito, entrelaçando os dedos, e empurrar as mãos com força contra o peito. Você deve contar dois empurrões por segundo e permanecer no movimento até a ambulância chegar.

Agora que você já sabe como identificar os sinais de infarto em mulheres, está na hora de entender que a prevenção sempre será o melhor remédio.

Aproveite as dicas do blog da Pax Bahia e mantenha uma vida saudável com uma alimentação balanceada e a prática de atividades físicas, além de cortar os hábitos ruins, como o tabagismo.

Este artigo foi útil para você? Seu feedback é muito importante para nós. Deixe seu comentário, curta, compartilhe e assine a nossa newsletter!

Atendimento

Av. Sampaio, Nº 296, Centro
Feira de Santana - BA - 44125-280

(75) 3623-0940 / 3485-1210

paxbahia@paxbahia.com.br

Clique para ampliar