^ Voltar ao topo
(75) 3623-0940

Doença autoimune: sintomas e tratamentos

Doença autoimune: sintomas e tratamentos

Você já ouviu falar sobre as doenças autoimunes? Uma doença autoimune é caracterizada pela resposta do sistema imunológico contra o próprio organismo. Você com certeza já ouviu falar sobre lúpus e vitiligo; essas duas doenças são autoimunes e estão juntas a um grupo de mais de 80 doenças conhecidas.

Elas aparecem por motivos variados e nem sempre esclarecidos. O diagnóstico pode ser difícil, já que depende da observação de sintomas que variam de acordo com a doença. Mas apesar da maioria não ter cura, elas podem ser tratadas de acordo com a orientação médica para minimizar os sintomas.

Para entender melhor o que são e quais são os sintomas de doenças autoimunes, continue a leitura!

O que são doenças autoimunes?

“Doenças autoimunes” é como a medicina designa grupos de doenças que possuem origem no próprio sistema imunológico do indivíduo. Isso acontece quando o nosso corpo passa a confundir proteínas com agentes estranhos, e passa a atacá-las.

O grupo é formado pelas mais variadas doenças, que incidem em locais diferentes do corpo e, muitas vezes, não possuem causa aparente. Segundo o Núcleo de Estudos de Doenças Auto-Imunes, mulheres são mais afetadas do que homens; no entanto, ainda não existem evidências do porquê.

As doenças autoimunes mais graves são aquelas que atacam órgãos e estruturas do corpo consideradas vitais, como o sistema nervoso, o coração, os pulmões e/ou os vasos sanguíneos.

O grupo de doenças pode ser dividido em: doenças sistêmicas e síndromes locais. O primeiro refere-se a doenças que não atingem um órgão específico, podendo atacar vários. Um exemplo desse tipo é doença celíaca e esclerose lateral amiotrófica (ELA).

As síndromes locais atacam um tecido em particular, podendo ser qualquer um deles. Podemos citar a tireoidite de Hashimoto e a colite ulcerosa como exemplos.

Sintomas de doenças autoimunes

Como já mencionado, os sintomas de doenças autoimunes variam conforme a doença em si. Por serem doenças sem causas aparentes, que atacam diferentes regiões do corpo, o diagnóstico pode ser dificultado.

No entanto, você pode ficar atento aos sintomas que se assemelham a outras doenças comuns. Caso não haja uma causa evidente, vale procurar ajuda médica e buscar um diagnóstico.

São eles: vermelhidão na pele, dificuldade de equilíbrio e coordenação, dor nas articulações, dor abdominal e inflamações constantes.

Exemplos de doenças autoimunes

Existem mais de 100 condições que poderiam ser dadas como exemplos de doenças autoimunes. No entanto, as mais conhecidas são:

Lúpus

Quando falam sobre doenças autoimunes, você com certeza pensa em lúpus. É a doença mais conhecida e é caracterizada pela inflamação dos tecidos. Pode ocorrer na pele, nos rins, nos olhos e articulações, por exemplo.

Seu principal sintoma é a aparição de manchas vermelhas no rosto em formato de borboleta. Pode haver também cansaço excessivo e feridas na boca. Os sintomas costumam surgir em surtos; ou seja, eles não são constantes.

Artrite reumatoide

Outra doença bem conhecida, a artrite reumatoide é caracterizada pela inflamação crônica de articulações, como as das mãos e dos pés. O principal sintoma é a rigidez e dificuldade de movimentar as articulações, o que causa dor e mal-estar.

Doença de Crohn

Essa doença é causada por uma infecção viral ou bacteriana que leva o sistema imunológico a atacar os órgãos do sistema digestivo. Seu principal sintoma é o mau funcionamento do trato digestivo, acarretando em diarréia, obstrução intestinal, fissuras e sangramento no ânus, entre outros.

Vitiligo

O vitiligo também é bem conhecido. Trata-se da produção inapropriada de anticorpos e linfócitos T, contra os melanócitos, células responsáveis pela geração de melanina, que pigmenta a nossa pele. O sintoma é o aparecimento de manchas brancas que destoam da cor “original” da pele.

Psoríase

A psoríase é outra doença que atinge a pele. Ela é uma doença crônica caracterizada pela aceleração da reprodução das células da pele, causando espessamento, inflamação e descamação. Assim como outras doenças autoimunes, a psoríase aparece em surtos e é desencadeada, principalmente, pelo estresse.

Diabetes tipo 1

Poucas pessoas sabem, mas a diabetes tipo 1 também é uma doença autoimune. A diabetes é crônica e caracterizada pela falta de produção adequada de insulina pelo pâncreas.

Esclerose múltipla

A esclerose múltipla afeta o sistema nervoso, destruindo a bainha de mielina, estrutura responsável pela transmissão dos impulsos nervosos. O resultado é a perda progressiva do movimento dos músculos.

Apesar de crônica, quando tratada com a ajuda de medicamentos, fisioterapia, fonoterapia, terapia ocupacional e apoio psicológico, os pacientes conseguem viver suas vidas com qualidade por muitos anos.

Doença celíaca

A doença celíaca é causada por um tipo de alergia ao consumo de glúten, uma proteína encontrada no trigo, na cevada e no centeio. Esta é uma doença que tem crescido nos últimos anos. O principal sintoma é o mal-estar, como gases e diarreia, ao fazer a ingestão da proteína.

Tireoidite de Hashimoto

Tireoidite de hashimoto, como já diz o nome, é uma doença autoimune que afeta a glândula tireóide, responsável pelo metabolismo. Os sintomas se assemelham ao do hipotireodismo, são eles: cansaço excessivo, queda de cabelo, pele fria e pálida, baixa intolerância ao frio, aumento fácil do peso e dores musculares ou na articulação.

A boa notícia, é que essa doença é facilmente solucionada com a reposição hormonal.

Causas

Ainda não existe uma resposta do porquê exatamente o sistema imunológico ataca o próprio organismo. Acredita-se que a combinação de diversos fatores pode desencadear uma doença autoimune, que pode ser crônica, ou pontual.

Apesar de o grupo de doenças autoimunes já ser grande, estima-se que ainda seja muito maior, visto que existem casos de surtos pontuais, em que a doença não é necessariamente identificada.

São doenças que, em grande parte, permanecem como um mistério para a medicina. Fatores como predisposição genética, contato com determinadas bactérias e vírus, contato com toxinas, uso de medicamentos específicos e estresse elevado, estão sendo estudados.

Tratamento

Cada doença possui seu próprio esquema de tratamento, não existe um tratamento único para todo o grupo. No entanto, a maior parte consiste na inibição do sistema imunológico e para isso são usados medicamentos imunossupressores como os corticóides (lembramos que nenhum medicamento deve ser utilizado sem a prescrição de um médico).

Para receber o diagnóstico, normalmente o médico indicado é aquele que corresponde ao tratamento do órgão que está sendo atingido. No caso da psoríase, por exemplo, é um dermatologista; já no caso da Doença de Crohn, o médico é um gastroenterologista.

Quando a doença atinge diversos tecidos simultaneamente, o diagnóstico costuma ser dado por um clínico geral ou um reumatologista.

Você já conhecia todas as informações apresentadas neste artigo? Acredita que faltou algo importante? Nos conte nos comentários.

Se estiver procurando por mais artigos sobre saúde e bem-estar, não deixe de conferir outros textos aqui no blog da Pax Bahia!

Este artigo foi útil para você? Seu feedback é muito importante para nós. Deixe seu comentário, curta, compartilhe e assine a nossa newsletter!

Atendimento

Av. Sampaio, Nº 296, Centro
Feira de Santana - BA - 44125-280

(75) 3623-0940 / 3485-1210

paxbahia@paxbahia.com.br

Clique para ampliar