^ Voltar ao topo
(75) 3623-0940

Campanha Setembro Amarelo: mês de prevenção ao suicídio

Campanha Setembro Amarelo: mês de prevenção ao suicídio

No dia 10 de setembro comemoramos o dia mundial da prevenção ao suicídio. Não à toa, grandes organizações ao redor do mundo se juntaram para transformar setembro no mês dedicado às campanhas de conscientização e de valorização da vida.

Apesar do tabu, o suicídio é mais comum dos que as pessoas imaginam. Os números continuam crescendo de maneira assustadora e não falar sobre o assunto pode estar levando milhares de jovens a uma situação perigosa.

A OMS alerta que 90% dos suicídios poderiam ter sido evitados com a ajuda de um profissional da área da saúde mental. Por isso, nós da Pax Bahia fazemos questão de participar desta campanha, alertando a população para a necessidade de cuidados com a saúde mental.

No último artigo que publicamos sobre o assunto, falamos sobre a importância da Campanha do Setembro Amarelo, e divulgamos alguns sinais que podem te ajudar a entender quando alguém precisa de ajuda. Não deixe de conferir!

Neste artigo, falaremos sobre o estigma em torno do assunto e sobre como os fatores protetores podem fazer a diferença. Continue com a gente!

Prevenção ao suicídio e o estigma

Como citamos, 90% dos casos podem ser evitados, mas tem um fator determinante que continua prejudicando os tratamentos e a prevenção: o estigma.

O grande preconceito com relação ao assunto cria barreiras que dificultam uma conversa honesta e educativa a respeito. A saúde mental continua sendo um assunto deixado em segundo plano, ainda que mais de 700 milhões de pessoas ao redor do mundo enfrentem algum tipo de transtorno psiquiátrico.

A falta de um diagnóstico e de um tratamento correto pode levar esses indivíduos ao suicídio.

É compreensível que este seja um tema pesado e muitas pessoas tenham dificuldades em tratá-lo. No entanto, o medo e a vergonha de falar publicamente não podem ser maiores que o desejo de resolução de um problema que já pode ser considerado de saúde pública.

Lutar contra esse estigma é fundamental, visto que a prevenção ao suicídio só pode ocorrer com o aumento do conhecimento por parte da população em geral, e uma abertura para que o indivíduo busque ajuda.

Conheça também o site oficial da Campanha Setembro Amarelo, disponibilizada pela Associação Brasileira de Psiquiatria. A página é repleta de informações e conteúdos super importantes.

Fatores Protetores

Chamamos fatores protetores aqueles aspectos relacionados à vida do indivíduo que fornecem uma importante proteção contra o comportamento suicida. Ou seja, fatores que, mesmo de forma inconsciente, podem evitar o ato.

Estes aspectos estão relacionados com a vida pessoal, profissional, social e financeira do ser humano, por isso, diversas vezes, são fatores variáveis de pessoa para pessoa. Mas é claro, existem fatores comuns que podem ser identificados em todos os casos.

Na cartilha de prevenção divulgada pela OMS, por exemplo, foram elencados alguns pontos fundamentais na vida de todos. Como você verá a seguir, estar socialmente incluído e ter uma atividade que resulte em recompensas, são os principais fatores:

  • bom suporte familiar;
  • senso de responsabilidade com a família;
  • laços sociais bem estabelecidos com família e amigos;
  • estar empregado;
  • religiosidade independente da afiliação religiosa e razão para viver;
  • ausência de doença mental;
  • acesso às profissionais da saúde mental;
  • capacidade de adaptação positiva;
  • autoestima elevada.

Questões como acesso a serviços e cuidados no campo da saúde mental também são fundamentais para a prevenção do suicídio. Conforme a OMS, esses pilares podem trazer o conforto necessário para o indivíduo revelar o que está passando e buscar ajuda.

Estar ciente destes pilares é importante para conseguir prover essas necessidades. Ou seja, você pode buscar estabelecer laços fortes com seus amigos e familiares, e se colocar à disposição e apresentar soluções psiquiátricas àqueles à sua volta.

Centro de Valorização da Vida (CVV)

No Brasil, temos um pilar importantíssimo à nossa disposição. O Centro de Valorização da Vida é um destes serviços de saúde mental citados no tópico anterior. O CVV atua como apoio emocional e preventivo ao suicídio, atendendo voluntariamente e gratuitamente todas as pessoas que sentirem a necessidade de conversar, sob total sigilo, por telefone, chat ou e-mail, durante as 24 horas do dia.

Caso você esteja tendo pensamentos suicidas ou conheça alguém em tal situação, ligue para o CVV a qualquer horário do dia através do número 188.

Falar sobre suicídio não é apenas falar sobre quem comete o ato, mas também sobre as pessoas que ficam para trás. Entende-se que, a cada suicídio, pelo menos 5 pessoas são diretamente afetadas. Isso pode ser evitado; participe da campanha Setembro Amarelo e ajude a salvar vidas!

Este conteúdo foi útil para você? Deixe seu comentário, curta e compartilhe; seu feedback é muito importante para nós. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter. Até a próxima!

Atendimento

Av. Sampaio, Nº 296, Centro
Feira de Santana - BA - 44125-280

(75) 3623-0940 / 3485-1210

paxbahia@paxbahia.com.br

Clique para ampliar