^ Voltar ao topo
(75) 3623-0940

Treinamento funcional e sua importância para idosos

Treinamento funcional e sua importância para idosos

Para os profissionais de educação física, trabalhar com idosos é bem mais complicado do que trabalhar com uma pessoa jovem, já que existem uma série de limitações decorrentes da saúde, que já não é mais a mesma, e da capacidade de fazer determinados movimentos. Surge a dúvida: quais são os exercícios mais indicados para esse grupo? O texto de hoje irá falar sobre o treino funcional para idosos e seus benefícios. Vamos lá?

O treinamento funcional para a terceira idade é uma ótima maneira de garantir melhor qualidade de vida e independência. Idosos sedentários têm muito mais chances de sofrerem quedas com danos graves e ter problemas cardiovasculares, dentre outros males. Isso quer dizer que o exercício físico é quase que obrigatório para quem quer viver mais e melhor.

O papel do treinamento funcional

Durante o processo de envelhecimento, são observados declínios consideráveis nas capacidades funcionais do corpo, principalmente na força muscular e na flexibilidade. O treinamento funcional tem o intuito de preparar o idoso para as atividades do dia-a-dia, prevenindo-o contra lesões, retardando o envelhecimento e evitando doenças crônicas como hipertensão, obesidades e diabetes, comuns na terceira idade.

Ele surgiu da necessidade de trabalhar todas as funcionalidades do corpo humano, desde os tempos da Grécia antiga, onde era utilizado como treinamento para melhorar a performance dos atletas nos Jogos Olímpicos e na preparação dos gladiadores para os combates. Com o surgimento da medicina preventiva, passou a ser utilizado por fisioteraupeutas em reabilitações com pacientes que sofreram lesões ou perda de funções motoras.

É um conjunto de exercícios com propósitos específicos, reproduzindo ações motoras e trabalhando o equilíbrio, a força, a resistência, a coordenação, a velocidade e a flexibilidade.

Como é Feito o Treinamento Funcional Para Idosos?

Ele pode ser realizado com elásticos, cordas, cones, bancos, escadas, cadeiras etc. O foco é fazer com que eles treinem da forma mais parecida com as atividades que exercem na rotina, para que haja uma transferência de desempenho na hora que as forem colocar em prática, por exemplo: pegar roupas do chão, trocar coisas de lugar e tudo o que possa lhes ser útil.

Principais exercícios funcionais para idosos

Membros superiores

Puxadas, remadas, supinos e desenvolvimentos com halteres trazem ganhos de força e potência, devendo ser realizados com contrações rápidas. É bom lembrar que os exercíciospossuem características multiplanares e multiarticulares, feitos em cadeia cinética fechada, que são os que utilizam as três principais articulações (tornozelo, quadril e joelho)

Tronco

Ponte frontal e suas variações, exercícios com foco na ativação dos músculos do corpo, assim como flexões e rotações de tronco; de preferência, exercícios de estabilização

Membros Inferiores

Agachamento, avanços, sentar e levantar, abduções, aduções, extensões e flexões de quadril. Os membros inferiores são os que mais sofrem desgaste devido ao envelhecimento, por isso desenvolver a força nesta região pode evitar a perda da funcionalidade do idoso.

Equilíbrio

Podem ser realizados em bases instáveis ou com apoio unipoidal, como a marcha estacionária, tentar equilibrar-se sob os calcanhares fazendo dorsiflexão, ficar na ponta dos pés. Além da melhora do equilíbrio, este treino ainda pode aumentar as funções proprioceptivas, fortalecendo os músculos tibial anterior e tríceps sural.

Flexibilidade

Pessoas idosas possuem déficit de amplitude de movimento, por conta da perda da flexibilidade. Por isso é importante incluir no treinamento alongamentos estáticos e dinâmicos, devendo ser realizados sempre depois, para relaxar os músculos.

Coordenação Motora

Estes são realizados na escada ou com uso de chapéu chinês, para ajudar na melhora da coordenação motora grossa. Até mesmo tricô e costura podem ser utilizados para estimular a coordenação motora fina, que é bastante prejudicada no processo de envelhecimento.

Se você, leitor, é uma pessoa idosa ou se convive com uma pessoa idosa que está se tornando sedentária, saiba que exercícios funcionais como os que tratamos nesse artigo são capazes de devolver a autonomia para quem já não consegue realizar algumas atividades por limitações físicas. Além disso, também são importantes para prevenir as famosas dores da terceira idade decorrentes da atrofia muscular e do desgaste das articulações. Exercício é sinônimo de qualidade de vida!

Este conteúdo foi útil para você? Deixe seu comentário, curta e compartilhe; seu feedback é muito importante para nós. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter. Até a próxima!

Atendimento

Av. Sampaio, Nº 296, Centro
Feira de Santana - BA - 44125-280

(75) 3623-0940 / 3485-1210

paxbahia@paxbahia.com.br

Clique para ampliar