Síndrome de burnout: o que é e quando ocorre

Síndrome de burnout: o que é e quando ocorre

O esgotamento profissional é um problema real; para muitos especialistas, estamos vivendo a era do Burnout. Segundo um estudo da International Stress Management Association no Brasil, esse distúrbio psíquico já atinge 30 milhões de brasileiro economicamente ativos.

Em um cenário amplificado por crises econômicas e, para muitos, a novidade do home office, se torna urgente falarmos cada vez mais sobre o assunto.

Neste artigo, você irá entender o que é a Síndrome de Burnout, quais são os seus sintomas e em quais situações ele pode se desenvolver.

Boa leitura!

O que é a Síndrome de Burnout

A Síndrome de Burnout pode também ser referida como Síndrome do Esgotamento Profissional e trata-se de um distúrbio psíquico de caráter depressivo, resultante do cansaço mental, emocional e físico no ambiente profissional.

O esgotamento é tanto que o funcionamento do indivíduo, tanto profissional quanto pessoal, chega a níveis de total incapacidade. Tarefas que, até então, o indivíduo conseguiria exercer de forma cotidiana, se tornam cada vez mais difíceis.

Esses fatores comprometem a qualidade de vida e bem-estar do indivíduo, por isso, é essencial a busca por tratamento profissional para reconhecer os sintomas ou tratar a síndrome já reconhecida.

Sinais de Burnout

A síndrome de Burnout possui sinais muito semelhantes ao estresse e pode ser identificada com o desenvolvimento dos seguintes sintomas:

  1. Negatividade.
  2. Cansaço físico e mental.
  3. Falta de motivação.
  4. Dificuldade de concentração.
  5. Baixa autoestima.
  6. Irritação recorrente.
  7. Isolamento social.
  8. Ansiedade.

Além destes, como mencionamos anteriormente, o indivíduo pode notar dificuldade em realizar tarefas cotidianas e priorizar o trabalho.

Os sintomas do burnout, no entanto, não são apenas psicológicos. É possível que se tenha sintomas físicos, como dores de cabeça constantes, problemas no sono, palpitações, tonturas, problemas de pele, etc.

Como o burnout se desenvolve

Os motivos para o desenvolvimento da síndrome de burnout são muitos. É muito comum em profissionais que atuam sob constante pressão, mas também é muito comum em ambientes de muita competitividade, muita produtividade e pouca empatia.

O burnout também pode ser causado pelo excesso de tarefas e de horas extras, relações interpessoais tensas e longas jornadas ininterruptas.

Estes ambientes, que exigem altos níveis de desempenho, acabam medindo a autoestima do indivíduo a partir de sua capacidade de sucesso. O que ocorre, então, é um ciclo vicioso de auto exigências e falhas, prejudicando a autoestima do mesmo.

A melhor maneira de prevenir a Síndrome de Burnout, portanto, é evitar situações desgastantes. Lembrando sempre de manter atividades que diminuam o estresse, como atividades físicas, terapias ocupacionais e convívio social com amigos e familiares.

A busca por condutas saudáveis contribuem para evitar a progressão do distúrbio.

5 dicas para evitar a síndrome

Aqui no blog da Pax Bahia temos vários artigos super completos sobre saúde física e mental que você pode adaptar para o seu dia a dia.

Para começar, separamos 5 dicas para te ajudar a reduzir o estresse:

  1. Definir objetivos e sonhos, tanto pessoais quanto profissionais;
  2. Ter hobbies;
  3. Evitar pessoas negativas;
  4. Estabelecer limites em relacionamentos profissionais;
  5. Conversar com um psicólogo sobre o que se está sentindo.

Quer outras dicas de saúde e bem-estar? Não deixe de conferir outros artigos no blog da Pax Bahia!

Este conteúdo foi útil para você? Deixe seu comentário, curta e compartilhe; seu feedback é muito importante para nós. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter. Até a próxima!

Matriz: Av. Sampaio, Nº 296, Centro Feira de Santana BA - 44125-280

(75) 3223-1091

(75) 3623-0940