O que fazer para acabar com o mau hálito

O que fazer para acabar com o mau hálito

O nosso olfato é extremamente poderoso, por isso, poucas situações causam tanto constrangimento quanto a possibilidade de estar com mau hálito. Mas esse problema é muito mais comum do que imaginamos.

Isso porque o mau odor não é resultado de casos excepcionais e sim de hábitos rotineiros. Mas, assim como é fácil se encontrar em uma situação de mau odor, também é fácil evitá-la.

Neste artigo vamos explicar o que causa o mau hálito e o que você pode fazer para evitar e acabar com esta situação.

Continue com a gente!

O que causa o mau hálito?

O mau hálito pode ter muitas causas. Mais de 40, para ser mais específico. A halitose, como é chamada pela medicina, é causada pela concentração de bactérias, seja na boca, nas cavidades nasais, na garganta e até mesmo no estômago.

Normalmente, são bactérias já existentes e naturais no corpo humano que acabam se alastrando por conta de hábitos, como uma má higiene dental, ou por conta de outras condições, como infecções respiratórias.

90% dos casos são de origem bucal e, portanto, facilmente tratáveis. Quando restos de alimentos se acumulam entre os dentes, gengiva e na língua, por exemplo, as bactérias presentes ali se aproveitam dos resíduos e, durante esse processo, soltam enxofre, um gás de cheiro intenso.

Os outros 10% são de casos mais específicos que podem demandar uma atenção profissional.

E o mau hálito matinal?

O mau hálito matinal é completamente normal.

Ele ocorre graças ao jejum prolongado aliado à diminuição do fluxo de saliva enquanto você está dormindo. O natural é que o mau cheiro passe com a escovação dos dentes e com o café da manhã.

Caso, mesmo depois dessas duas ações, o cheiro não passe, aí sim podemos considerar que o mau cheiro é anormal e pode se tratar de um caso de halitose.

5 possíveis causas do mau hálito

1. Problemas dentais

O primeiro local que deve ser investigado em caso de halitose é a própria boca. São causas comuns, desde cáries e placas bacterianas, até gengivite e doenças mais sérias, como a periodontite.

Os problemas dentais são as principais causas do mau cheiro e, além da higiene correta (escovar muito bem os dentes, a gengiva, o interior das bochechas e a língua), visitas semestrais ao dentista são suficientes para evitar a situação.

2. Jejum prolongado

Como já mencionamos, ficar muito tempo sem comer, como por exemplo 5 horas seguidas, causa um mau cheiro natural. Isso porque o organismo pode começar a produzir corpos cetônicos como fonte de energia a partir da degradação das células de gordura, causando o mau hálito.

A medicina aconselha comer de 3 em 3 horas, nem que seja uma fruta, uma barra de cereal ou um suco. Pequenos goles de água durante o dia também ajudam na produção de saliva e evitam maus odores.

3. Infecções na garganta ou sinusite

O pus produzido na garganta durante infecções e as bactérias da região da boca e da cavidade nasal durante um quadro de sinusite, acabam liberando mau cheiro.

Gargarejos com água morna e sal ajudam a melhorar a infecção e acabar com o pus. No caso de sinusite, respirar o vapor da água morna com eucalipto é uma ótima dica para ajudar a expulsar as secreções nasais.

Veja outras dicas de remédios caseiros para gripes e resfriados!

4. Sujeira na língua

Algumas pessoas se esquecem que a língua também deve ser escovada durante a higiene rotineira. O acúmulo de bactérias na língua pode deixar a sua superfície esbranquiçada, amarelada, cinzenta ou até mesmo marrom. Além do aspecto, o mau hálito está sempre presente nestes casos.

Você pode fazer a escovação, 3 vezes por dia, com a própria escova de dentes, ou procurar por um limpador de línguas especial, facilmente encontrado em farmácias.

5. Diabetes descompensada

Um dos sintomas da diabetes não controlada é, justamente, o mau hálito. Isso ocorre devido à cetoacidose diabética, quando não há quantidade suficiente de glicose dentro das células, o organismo passa a produzir corpos cetônicos com o objetivo de gerar energia.

A diabetes é uma doença séria que precisa de tratamento, orientação e observação médica. Outros sintomas da diabetes incluem sede anormal e boca seca, urinar frequentemente, perda de energia e fadiga, visão desfocada e perda de peso repentina. Se você desconfia que esteja com diabetes, é fundamental buscar um especialista rapidamente.

Existe tratamento para o mau hálito?

O melhor tratamento é a prevenção e, neste caso, ele é bem simples: higiene adequada, alimentação correta, beber mais água e evitar o álcool e o cigarro.

Como temos dificuldades de sentir o nosso próprio cheiro, quem tem mau hálito normalmente não o percebe. Diante dessa situação, muitas pessoas acabam deixando o problema crescer. Em casos de halitose aguda, apenas um dentista pode identificar de onde vem o problema e qual o melhor tratamento.

O profissional odontológico irá fazer uma avaliação do paciente e de seu histórico, podendo utilizar exames que medem a quantidade de saliva, a quantidade de enxofre exalada na respiração, a presença de ronco e de apneia, entre outros.

E sim, existe tratamento. Os tratamentos disponíveis vão desde a adequação da alimentação e uma limpeza profunda da boca, até o uso de laserterapia e eletroterapia para regenerar as funções das glândulas salivares.

Qual foi a última vez que você fez uma visita ao seu dentista? Que tal fazer um check up?

Para outras dicas sobre saúde, bem-estar e beleza, confira outros artigos aqui do blog!

Este artigo foi útil para você? Seu feedback é muito importante para nós. Deixe seu comentário, curta, compartilhe e assine a nossa newsletter!

Matriz: Av. Sampaio, Nº 296, Centro Feira de Santana BA - 44125-280

(75) 3623-0940

(75) 3623-0940